TS#006 | UTSURO-BUNE, A LENDA DO NAVIO OCO JAPONÊS

51:15
 
Share
 

Archived series ("Inactive feed" status)

When? This feed was archived on July 19, 2021 17:10 (10d ago). Last successful fetch was on June 16, 2021 14:40 (1M ago)

Why? Inactive feed status. Our servers were unable to retrieve a valid podcast feed for a sustained period.

What now? You might be able to find a more up-to-date version using the search function. This series will no longer be checked for updates. If you believe this to be in error, please check if the publisher's feed link below is valid and contact support to request the feed be restored or if you have any other concerns about this.

Manage episode 262321123 series 2580064
By Thiago Trabuco Bassan. Discovered by Player FM and our community — copyright is owned by the publisher, not Player FM, and audio is streamed directly from their servers. Hit the Subscribe button to track updates in Player FM, or paste the feed URL into other podcast apps.

Em 22 de fevereiro de 1803, no feudo do senhor Ogasawara de “Hyoryu-ki-shu”, na cidade província de Hitachi (atual cidade de Ibaraki), em um dos períodos de maior isolamento japonês devido ao período Edo. Um navio misterioso foi encontrado por pescadores locais.

Era algo que os pescadores nunca haviam visto antes – uma embarcação em forma de disco, com janelas no topo e faixas de metal embaixo. Lá dentro, encontraram letras estranhas gravadas nas paredes, tecidos incomuns que comparavam a lençóis ou carpetes, e uma passageira.
O evento ficou conhecido popularmente como “utsuro-bune” o que significa simplesmente, navio oco.

Utsuro-Bune, O Navio Oco

A lenda do Utsuro-bune foi gravada em três textos diferentes, todos escritos poucos anos depois do evento.

O primeiro é Toen shōsetsu (As Histórias do Jardim dos Coelhos), um manuscrito de 1825 que fornece uma descrição impressionante e detalhada do ocorrido, um segundo, Hyōryū kishū (Diários e histórias de náufragos), foi escrito em 1835 e o terceiro, Ume-no-chiri (Pêssego em Pó) foi escrito em 1844.

Todos os três contos relatam o mesmo evento, e com apenas variações mínimas de descrições, nomes de lugares e a estranha nave artificial em que uma estranha mulher.

Barco Oco:

Um grupo de pescadores da região de Hitachi avistou um barco de cerca de 3,3 metros de altura por 5,4 metros de largura e encontrado boiando perto da costa. O pequeno barco era uma espécie de cápsula oca na forma de um queimador de incenso ( Kōhako ) ou um poço de arroz. Feito de madeira, estava coberto no fundo por placas de cobre que protegiam o navio das rochas íngremes ao longo da costa. Também tinha janelas de vidro mantidas no lugar por tiras de madeira fixadas com resina.

Ilustração, do navio oco, Utusuro-bune e os pescadores.

Um utsuro-bune (navio oco), semelhante em forma ao conceito atual de OVNI, flutuava em terra na costa da província de Hitachi.

Os pescadores decidiram levar o navio para terra para investigar. Lá dentro, escritas nas paredes, eles encontraram inscrições escritas em um idioma desconhecido. Havia também água, comida, roupas de cama e tapetes.

Descrições detalhadas nos textos indicavam quantos litros de água foram encontrados (3.6) e os alimentos, que incluíam carne e algum tipo de pão.

Aparentemente feito de pau-brasil, era adornado com placas de bronze na metade inferior e tinha várias janelas transparentes em torno da metade superior. Dizia-se que o utsuro-bune lembra um grande queimador de incenso e, depois de arrastá-lo para terra, os pescadores ficaram surpresos ao descobrir o que havia dentro.

Olhando através das janelas, os pescadores viram que as paredes estavam cobertas por textos estranhos, escritos em um idioma desconhecido. Continha itens de comida e roupas.

A Mulher:

Ela foi descrita entre 18 e 20 anos de idade, com uma tez muito pálida e cabelos surpreendentemente vermelhos que foram estendidos artificialmente com mechas de pêlo branco ou tecido fino. Ela estava vestida com um pano elegante e de origem desconhecida, e sua língua era desconhecida, de modo que os pescadores não conseguiam se comunicar com ela, mas, apesar disso, ela permaneceu amigável e cortês. Ela carregava consigo uma caixa quadrática, que protegia dos pescadores, não importa o quanto eles indagaram sobre seu conteúdo.

Utsuru-Bune, O Navio Oco

Explicações Plausíveis:

No entanto, existem explicações mais plausíveis por trás do encontro. Outros sugerem que a mulher era russa e vinha convencer os japoneses a negociar com eles – ou até a espioná -los. O incidente ocorreu durante o período Edo, quando as fronteiras do Japão eram estritamente controladas, e o país negociava apenas com a China e os Países Baixos. Esse isolamento também poderia explicar por que o navio não parecia tão familiar para os pescadores. Navios redondos não eram incomuns na época, mas os invólucros de metal e vidro eram.

A explicação mais simples é que um barco de madeira redondo foi coberto com uma cúpula para torná-lo mais navegável.

Colonos de toda a região fizeram todo tipo de suposição sobre a origem da mulher. Alguns suspeitavam que ela era a rainha de um país distante, acusada de adultério e exilada. Alguns alegaram que a caixinha poderia até conter a cabeça de seu amante.

A explicação mais provável é um mal-entendido cultural. No início do século 19, havia um número notável de culturas diferentes a uma distância relativamente curta uma da outra, mas em um tempo em que a vida isolada da aldeia ainda governava, não seria impossível para os costumes de alguém de gente como a China parecer completamente estranho a esses moradores de Hitachi.

Em 1997, um professor da Universidade Gifu, em Tóquio, Dr. Kazuo Tanaka, estudou a lenda de Utsuro-bune e construiu um trabalho feito anteriormente pela historiadora japonesa Yanagida Kunio em 1925 e 1962. Tanaka conclui que a história nada mais é do que uma ( relativamente) releitura moderna de uma alegoria antiga. Ele afirma que os locais citados, Haratono-hama e Harayadori, são inteiramente fictícios, e que certos elementos da história são quase arquetípicos às atitudes japonesas em relação aos estrangeiros na antiguidade.

Há também evidências de uma investigação posterior de Kyokutei Bakin, em 1844. Ele examinou o livro chamado ‘Roshia Bunkenroku’, que se traduz como ‘Registros de coisas vistas e ouvidas da Rússia’, que descreve em detalhes as roupas tradicionais da Rússia na época e também menciona que muitas mulheres russas tinham cabelos ruivos naturais. Ele também observou que uma vez testemunhou os símbolos escritos ao lado de um navio baleeiro britânico e alguns deles tinham uma semelhança impressionante com alguns dos símbolos encontrados dentro da misteriosa nave que apareceu nas costas do Japão.

Em 2007, o Dr. Kazuo Tanaka reabriu a investigação sobre os fenômenos bune Utsuro e começou a examinar as evidências que o cercavam. O Dr. Kazuo comenta em suas descobertas sobre a semelhança entre a nave testemunhada no início de 1800 e os OVNIs modernos, e como teria sido uma grande coincidência o fato de tantas pessoas imaginarem uma nave dessa forma há 200 anos, especialmente como na época, o Japão estava completamente isolado de pessoas de fora e notícias externas. O Dr. Kazuo também investigou intensamente todos os navios no Japão na época e não encontrou nada parecido com o OVNI. Em entrevista, o Dr. Kazuo também afirma que a chave para o fenômeno UFO moderno está no Utsuro-bune.

Desfecho:

Sem saber o que fazer com ela, eles colocaram o barco à deriva no mar com a mulher dentro dele. Eles nunca tinham visto janelas de vidro e tiras de metal como as que apareciam no barco e, portanto, chegaram à teoria de que a mulher poderia ser uma alienígena.

Primeiro Contato Alienígena:

Existem comparações com os estranhos símbolos encontrados nas paredes do navio com os de outros locais de suposto contato com extraterrestres e a forma do navio oco com discos voadores.

Alguns historiadores sustentam que a estranha visitante veio da Rússia com base em suas características físicas.

Comparativo das imagens do barco com os símbolos de Roswell:

Alguns ufólogos sugerem que essas imagens e personagens estranhos são notavelmente semelhantes às marcas encontradas no local do Incidente na Floresta de Rendlesham.

Links Relevantes:

https://history.howstuffworks.com/history-vs-myth/did-aliens-contact-japanese-fishermen-in-1803.htm

https://listverse.com/2020/01/30/8-eerie-ocean-related-mysteries/

https://www.mori.art.museum/blog/2016/09/welcome-to-a-portal-to-the-universethe-universe-and-art-work-4-utsuro-bune-hollow-ship.php

https://www.faena.com/aleph/articles/utsuro-bune-the-legend-of-an-extraterrestrial-arrival-by-sea/

http://www.spoon-tamago.com/2017/01/09/utsuro-bune-the-unidentified-ship-that-landed-on-edo-japans-shore/

http://dbpedia.org/page/Utsuro-bune

https://www.behance.net/gallery/82827311/Utsuro-bune

https://www.outerplaces.com/science-fiction/item/3388-utsuro-bune-japanese-folklore-or-ufo-mystery

http://www.ufo-alarm.com/index.php?sel=detail&item=85

https://www.ufoweeklynews.com/ufo-sightings/utsuro-bune

https://www.mori.art.museum/blog/2016/09/welcome-to-a-portal-to-the-universethe-universe-and-art-work-4-utsuro-bune-hollow-ship.php

The post TS#006 | UTSURO-BUNE, A LENDA DO NAVIO OCO JAPONÊS appeared first on Trabuco Show.

32 episodes