Um Poema Por Dia public
[search 0]
More

Download the App!

show episodes
 
Olá! Já pensou, você receber um poema todos os dias, daqueles que nos enche o peito de alegria, arranca suspiros e sorrisos e nos permite levar um dia mais leve? Então: “Um Poema por dia” é um projeto do Programa de Educação Tutorial do CEFET-MG e está aí, para nos ajudar a passar de forma mais leve, por esse tempo necessário de reclusão. De alma livre e coração aberto, esperamos, que vocês desfrutem desse momento de inspiração junto com a gente!
 
Loading …
show series
 
Fragmento de Vida e Proezas por Sérgio Gomide " [...] Lembrei-me de certa manhã, num Pinheiro encontrei um casulo, no instante em que a borboleta dentro dele rompia a casca e se preparava para surgir. Eu esperava, esperava, estava demorando e eu tinha pressa. Então me inclinei sobre ela e comecei a aquecê-lá com o meu hálito, impacientemente eu aqu…
 
Cântico Negro por Odilon Esteves. "Vem por aqui" — dizem-me alguns com olhos doces, Estendendo-me os braços, e seguros De que seria bom que eu os ouvisse Quando me dizem: "vem por aqui!" Eu olho-os com olhos lassos, (Há, nos olhos meus, ironias e cansaços) E cruzo os braços, E nunca vou por ali... A minha glória é esta: Criar desumanidade! Não acom…
 
Pela Luz dos Olhos Teus por Paloma Leite. Quando a luz dos olhos meus E a luz dos olhos teus Resolvem se encontrar, Ai que bom que isso é meu Deus, Que frio que me dá o encontro desse olhar. Mas se a luz dos olhos teus Resiste aos olhos meus só pra me provocar, Meu amor, juro por Deus me sinto incendiar. Meu amor, juro por Deus, Que a luz dos olhos…
 
Para Pintar o Retrato de Um Pássaro por Odilon Esteves. Primeiro pintar uma gaiola com a porta aberta pintar depois algo de lindo algo de simples algo de belo algo de útil para o pássaro depois dependurar a tela numa árvore num jardim num bosque ou numa floresta esconder-se atrás da árvore sem nada dizer sem se mexer… Às vezes o pássaro chega logo …
 
Das Vantagens de Ser Bobo por Odilon Esteves. - O bobo, por não se ocupar com ambições, tem tempo para ver, ouvir e tocar no mundo. - O bobo é capaz de ficar sentado quase sem se mexer por duas horas. Se perguntado por que não faz alguma coisa, responde: "Estou fazendo. Estou pensando." - Ser bobo às vezes oferece um mundo de saída porque os espert…
 
Era noite de lua na minha alma por Alexsandre da Silva Carvalho. Era noite de lua na minha alma quando surgiste pela vez primeira: em cada estrela, pelo azul em calma, florescia uma flor em de laranjeira. A esperança entreabria a verde palma ante os meus olhos, tépida, fagueira, como um aroma que inebria e acalma. Romaria de amor, doce rameira! E e…
 
O Homem; As Viagens por Odilon Esteves. O homem, bicho da terra tão pequeno Chateia-se na terra Lugar de muita miséria e pouca diversão, Faz um foguete, uma cápsula, um módulo Toca para a lua Desce cauteloso na lua Pisa na lua Planta bandeirola na lua Experimenta a lua Coloniza a lua Civiliza a lua Humaniza a lua. Lua humanizada: tão igual à terra.…
 
Pátria Minha por Odilon Esteves. A minha pátria é como se não fosse, é íntima Doçura e vontade de chorar; uma criança dormindo É minha pátria. Por isso, no exílio Assistindo dormir meu filho Choro de saudades de minha pátria. Se me perguntarem o que é a minha pátria, direi: Não sei. De fato, não sei Como, por que e quando a minha pátria Mas sei que…
 
Vai Procurar por Odilon Esteves. Vai procurar, no fundo do seu coração motivos para não ser feliz, que você acha. Você vai encontrar passados, pão dormido, roupa velha, mofada, pedaços de brinquedo, alegrias de papel, arrependimentos onipotentes, desejos frustrados de voltar a vida que é só pra frente... Você vai encontrar medos inventados pelas mã…
 
Expulso Por Bom Motivo por Odilon Esteves. Eu cresci como filho De gente abastada. Meus pais Me colocaram um colarinho, e me educaram No hábito de ser servido E me ensinaram a dar ordens. Mas quando Já crescido, olhei em torno de mim Não me agradaram as pessoas da minha classe e me juntei À gente pequena. Assim Eles criaram um traidor, ensinaram-lh…
 
Quem se Defende por Odilon Esteves. Quem se defende porque lhe tiram o ar Ao lhe apertar a garganta, para este há um parágrafo Que diz: ele agiu em legítima defesa. Mas O mesmo parágrafo silencia Quando vocês se defendem porque lhes tiram o pão. E no entanto morre quem não come, e quem não come o suficiente Morre lentamente. Durante os anos todos e…
 
Iemanjá dos Cinco Nomes por Babi Dias. Ninguém no cais tem um nome só. Todos têm também um apelido ou abreviam o nome, ou o aumentam, ou lhe acrescentam qualquer coisa que recorde uma história, uma luta, um amor. Iemanjá, que é dona do cais, dos saveiros, da vida deles todos, tem cinco nomes, cinco nomes doces que todo o mudo sabe. Ela se chama Iem…
 
O rei da criação, quem é por Odilon Esteves O joão-de-barro não faz casa para alugar o elefante é fortão mas não faz guerra o leão não ataca sem fome depois o único bicho inteligente é o homem Autor: Ulisses Tavares. Assista este poema narrado pelo Odilon Esteves também no Youtube pelo link: https://www.youtube.com/watch?v=OUw6AagcAGc…
 
Crônica da cidade do Rio de Janeiro por Babi Dias. No alto da noite do Rio de Janeiro, luminoso, generoso, o Cristo Redentor estende os braços. Debaixo desses braços os netos dos escravos encontram amparo. Uma mulher descalça olha o Cristo, lá de baixo, e apontando seu fulgor, diz, muito tristemente: — Daqui a pouco, já não estará mais aí. Ouvi diz…
 
Café da Manhã por Odilon Esteves. Pôs café na xícara Pôs leite na xícara com café Pôs açúcar no café com leite Com a colherzinha mexeu Bebeu o café com leite E pôs a xícara no pires Sem me falar Acendeu um cigarro Fez círculos com a fumaça Pôs as cinzas no cinzeiro Sem me falar Sem me olhar Levantou-se Pôs o chapéu na cabeça Vestiu a capa de chuva …
 
Por Não Estarem Distraídos por Odilon Esteves Havia a levíssima embriaguez de andarem juntos, a alegria como quando se sente a garganta um pouco seca e se vê que por admiração se estava de boca entreaberta: eles respiravam de antemão o ar que estava à frente, e ter esta sede era a própria água deles. Andavam por ruas e ruas falando e rindo, falavam…
 
Ensinamento por Odilon Esteves. Minha mãe achava estudo a coisa mais fina do mundo. Não é. A coisa mais fina do mundo é o sentimento. Aquele dia de noite, o pai fazendo serão, ela falou comigo: 'coitado, até essa hora no serviço pesado'. Arrumou pão e café, deixou tacho no fogo com água quente. Não me falou em amor. Essa palavra de luxo. Autora: Ad…
 
A Palavra Mágica por Odilon Esteves. Certa palavra dorme na sombra de um livro raro. Como desencantá-la? É a senha da vida a senha do mundo. Vou procurá-la. Vou procurá-la a vida inteira no mundo todo. Se tarda o encontro, se não a encontro, não desanimo, procuro sempre. Procuro sempre, e minha procura ficará sendo minha palavra. Autor: Carlos Drum…
 
Interlúdio por Babi Dias. As palavras estão muito ditas e o mundo muito pensado. Fico ao teu lado. Não me digas que há futuro nem passado. Deixa o presente — claro muro sem coisas escritas. Deixa o presente. Não fales, Não me expliques o presente, pois é tudo demasiado. Em águas de eternamente, o cometa dos meus males afunda, desarvorado. Fico ao t…
 
Quando me Fizeram Deixar o País por Odilon Esteves. Lia-se nos jornais do pintor que isto acontecia porque num poema eu havia zombado dos soldados da Primeira Guerra. Realmente, no penúltimo ano da guerra quando aquele regime, para adiar sua derrota já enviava os mutilados novamente para o fogo ao lado dos velhos e meninos de dezassete anos descrev…
 
O Rei de Quase Tudo por Babi Dias. "Esta narrativa escrita por Eliardo França tem como protagonista um rei. Este quanto mais tinha mais queria. Vivia, por isso, constantemente infeliz e insatisfeito. Na verdade, ele desejava ser o rei de tudo e não de quase tudo. Uma história bem contada sobre o comportamento humano e sua relação com o mundo a sua …
 
Anos Atrás por Odilon Esteves. Anos atrás, quando ao estudar os procedimentos da Bolsa de Trigo de Chicago Compreendi subitamente como eles administravam o trigo do mundo E ao mesmo tempo não compreendi e abaixei o livro Logo percebi: você Deparou com coisa ruim. Não havia irritação em mim, e não era a injustiça Que me apavorava, apenas o pensament…
 
A Bailarina por Babi Dias. Esta menina tão pequenina quer ser bailarina. Não conhece nem dó nem ré mas sabe ficar na ponta do pé. Não conhece nem mi nem fá mas inclina o corpo para cá e para lá. Não conhece nem lá nem si, mas fecha os olhos e sorri. Roda, roda, roda com os bracinhos no ar e não fica tonta bem sai do lugar. Põe no cabelo uma estrela…
 
De que Serve a Bondade por Babi Dias. De que serve a bondade Quando os bondosos são logo abatidos, ou são abatidos Aqueles para quem foram bondosos? De que serve a liberdade Quando os livres têm que viver entre os não-livres? De que serve a razão Quando só a sem-razão arranja a comida de que cada um precisa? Em vez de serdes só bondosos, esforçai-v…
 
Poema em Linha Reta por Odilon Esteves. Nunca conheci quem tivesse levado porrada Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo E eu, tantas vezes reles, tantas vezes porco, tantas vezes vil Eu tantas vezes irrespondivelmente parasita Indesculpavelmente sujo Eu, que tantas vezes não tenho tido paciência para tomar banho Eu, que tantas vezes te…
 
O ar e o vento por Babi Dias. Pelos caminhos vou, como o burrinho de São Fernando, um pouquinho a pé e outro pouquinho andando. Às vezes me reconheço nos demais. Me reconheço nos que ficarão, nos amigos abrigos, loucos lindos de justiça e bichos voadores da beleza e demais vadios e mal cuidados que andam por ai e que por ai continuarão, como contin…
 
Elogio do Aprendizado por Odilon Esteves. Aprenda o mais simples! Para aqueles Cuja hora chegou Nunca é tarde demais! Aprenda o ABC; não basta, mas Aprenda! Não desanime! Comece! É preciso saber tudo! Você tem que assumir o comando! Aprenda, homem no asilo! Aprenda, homem na prisão! Aprenda, mulher na cozinha! Aprenda, ancião! Você tem que assumir …
 
A função da arte por Babi Dias. Diego não conhecia o mar. O pai, Santiago Kovadloff, levou-o para que descobrisse o mar. Viajaram para o Sul. Ele, o mar, estava do outro lado das dunas altas, esperando. Quando o menino e o pai enfim alcançaram aquelas alturas de areia, depois de muito caminhar, o mar estava na frente de seus olhos. E foi tanta a im…
 
Ao pé de sua criança por Babi Dias. O pé da criança ainda não sabe que é pé, e quer ser borboleta ou maçã. Mas depois os vidros e as pedras, as ruas, as escadas, e os caminhos de terra dura vão ensinando ao pé que não pode voar, que não pode ser fruta redonda num ramo. Então o pé da criança foi derrotado, caiu na batalha, foi prisioneiro, condenado…
 
Loading …

Quick Reference Guide

Copyright 2021 | Sitemap | Privacy Policy | Terms of Service
Google login Twitter login Classic login