Curated by pebbe (Updated December 2018)   public [subscription 27957924]
show episodes
 
Precisa de uma receita para o bem-estar? A nutricionista Janaína Goston fala sobre como adotar um estilo de vida que equilibre saúde e prazer.
 
Loading …
× show series
 
Muitos dos leites vegetais - de amêndoas e arroz - contêm ingredientes que tornam esses produtos mais calóricos e com mais açúcar. A nutricionista salienta que a bebida não serve como substituição para quem pretende perder peso. A única exceção que tem proteína em boa quantidade é o chamado leite de amendoim.…
 
Janaína Goston tira dúvida de um ouvinte da Holanda sobre ser corretou ou não reduzir o consumo de alimentos mais pesados à noite. 'O ideal é pensar no que se come à noite mais do que a quantidade de alimento. Por exemplo, pessoas que fazem atividade física, devem ter alimentação mais equilibrada e em maior valor calórico', explica a nutricionista…
 
Açúcar mascara o sabor diferenciado de algumas bebidas, além de contribuir para que o alimento se torne mais calórico.
 
'É preciso acabar de vez com o mito de que adoçante causa câncer ou representa um mal à saúde', alerta Janaína Goston. Na hora da compra, é preciso ver atentamente a composição do produto. A sucralose é o tipo que mais se assemelha ao açúcar comum.
 
O produto, típico de Israel, tem um pouco mais de potássio e outros nutrientes. Por também ser um açúcar, o consumo em excesso não é recomendado.
 
Apesar de ser um produto natural, o consumo não deve ser superior a uma colher de sopa por dia.
 
Essa rotina alimentar pode ser boa para quem tem uma compulsão maior por comer em determinados horários. No entanto, não há comprovação teórica de que ela é a responsável por acelerar o metabolismo; esse papel cabe aos alimentos como o gengibre ou a canela.
 
É bom ter em mãos: ovos, sardinha enlatada, queijo, pães diversos e verduras e legumes para salada lavados e secos.
 
O que deve ser observado é se o alimento tem mais ou menos fibras - e se elas são solúveis ou não quando estão no intestino. O consumo de 15 gramas/dia de fibra é uma boa medida para ter uma saúde melhor. 'Não adianta comer um só alimento em busca de um melhor funcionamento do corpo, é preciso comer aqueles que têm característica mais laxativas ...…
 
Consumo de verduras e legumes, farinha integral e água são as principais maneiras de buscar um balanço saudável para ter um intestino saudável
 
Em 2015, consumo de carnes processadas, como salsicha, linguiça, bacon e presunto, é fator que aumenta o risco de câncer do intestino em humanos, segundo a Organização Mundial da Saúde
 
Para quem quiser começar na gastronomia, o colunista fala sobre chefs de cozinha, cursos de gastronomia e livros que servem como uma boa base para quem pretende ir atrás de um futuro nesse setor
 
É preciso ficar atento ao tipo de recipiente usado no cozimento para evitar a utilização daqueles que podem liberar um produto danoso chamado BPA. Janaína Goston dá outras dicas de preparo de alimentos usando a técnica de branqueamento de alguns alimentos
 
Leite, ovos e derivados são imprescindíveis para manter um consumo adequado de cálcio. Janaína Goston lembra também a importância de incluir alimentos com boa concentração de vitamina B para melhorar a absorção de nutrientes
 
É uma dieta que se baseia na retirada de alimentos que podem causar algum desconforto como gases, diarreia, inchaço abdominal ou cólicas.
 
Janaína Goston explica que para alguns queijos como camembert, roquefort e canastra, não há risco no consumo de alguma quantidade de mofo. Para outros tipos, em geral queijos mais frescos como muçarela e frescal, a presença de outros microorganismos indica risco de uma intoxicação alimentar
 
Janaina Goston tira dúvidas de ouvintes relacionadas ao consumo de enlatados, queijos e conservação de comida em marmitex.
 
A bactéria salmonela está presente no intestino das aves. No organismo humano, esse micro-organismo pode causar intoxicação com febre, diarreia e até a morte. O ideal é cozinhar o ovo a uma temperatura de 70 graus durante sete minutos.
 
Uma pequena xícara de 30 ml de café expresso tem 64 mg de cafeína. A concentração é até quatro vezes maior que o encontrado no café coado. A substância está em menor quantidade no chá, alguns refrigerantes e energéticos.
 
O recomendado é o consumo de 1200 miligramas de cálcio por dia. O brasileiro, em média, ingere metade disso. Para atingir a cota, o ideal é tomar diariamente 2 copos de 300 ml de leite, um copo de iogurte e comer duas fatias de queijo.
 
Nesta época da vida, além da alteração hormonal, as mulheres estão numa idade em que é comum o acúmulo de gordura principalmente na região abdominal. O estilo de vida também muda com permissividade para alimentos pouco saudáveis e menor disposição para atividades físicas.
 
12 biscoitos equivalem a caloria de 1 pão de sal e a quantidade de carboidrato corresponde a uma fruta como maça ou banana. Para compensar a falta de sabor e ausência de proteína, a sugestão é o consumo com patê de frango ou atum.
 
Em uma jarra podem ser colocados pedaços de manga, melancia com hortelã, maça com canela, laranja ou gengibre. O mercado também oferece aromatizantes em pó. O ideal é o consumo de 2 litros de água por dia pelas mulheres e 3 litros para homens.
 
Produtos como proteína do soro do leite, ômega 3 e vitaminas terão que trazer no rótulo a palavra "suplemento". A medida pode trazer melhoria na segurança, na qualidade, padronização pela indústria e entendimento dos consumidores.
 
O uso de ingredientes com maiores quantidades de proteína e menor teor de gordura não quer dizer, necessariamente, que a refeição se torne menos calórica.
 
Todos podem ser consumidos em uma dieta diária, mas é necessário não passar do limite de uma colher por dia. A geleia tem vantagens sobre os outros dois em função da ausência de gordura na sua composição.
 
Apesar de ser natural e servir como um isotônico, a bebida tem alta quantidade de sódio. Na hora de escolher, o ideal é, primeiro, usar a água pura.
 
Janaína Goston explica as diferenças em termos de calorias de cada uma das bebidas e fala sobre a possibilidade de fazer substituições com outros tipos de bebidas. Segundo ela, os ingredientes dessas bebidas são muito semelhantes às versões tradicionais.
 
Usar peito de peru, queijo, milho cozido e outros ingredientes menos calóricos pode ajudar a não exagerar na 'euforia gastronômica' do mundial da Rússia. Fazer uma compensação de exercícios também contribuiu para não ganhar peso
 
Propriedades encontradas no alho, na cenoura, na laranja e tantos outros ajudam a ter um sistema mais bem equilibrado. Nutricionista ressalta que apenas os alimentos não são suficientes opara ter um sistema 'impecável', também é preciso se exercitar.
 
Google login Twitter login Classic login